quinta-feira, fevereiro 16, 2006

Rádio mais machista

O DN divulga hoje um estudo sobre Os Media e as Mulheres no qual foram analisadas notícias dos meios de comunicação de vários países. No caso português, o estudo foi realizado por Maria João Silveirinha, da Universidade de Coimbra. Foram analisadas 140 peças noticiosas de imprensa, noticiários dos três canais generalistas de televisão e três noticiários da RR, TSF e Antena 1.

No caso da Rádio escreve o DN:

Rádio mais «machista»

Foram as mulheres quem produziu 57% das notícias portuguesas - uma média superior ao total dos países, 37%. A percentagem de repórteres mulheres é equitativa (51%), sendo um pouco superior na televisão (59%). O estudo sublinha que "não parece existir diferenciação entre os temas tratados por mulheres e homens jornalistas". Na rádio a produção de notícias foi marcadamente feminina (71%) e 29% dos apresentadores foram mulheres. No entanto, 88% das notícias têm no seu assunto homens.


Embora sem os objectivos, a profundidade e o alcance deste estudo - longe disso - num trabalho de análise aos noticiários das 9 horas da RR, TSF e Antena 1 nos últimos dez dias da campanha eleitoral para as últimas presidenciais, constatei que 66,6% dos referidos noticiários foram apresentados por mulheres. Quanto à produção de notícias sobre a campanha eleitoral predominam as vozes femininas, mas não tenho números pois o objectivo não era de facto este.

Fica só a nota !!

1 comentário:

Anónimo disse...

Best regards from NY!
» »